segunda-feira, 2 de outubro de 2017

10 Ensinamentos do Padre Pio

Retirado do site: https://blog.cancaonova.com/felipeaquino/2016/09/23/10-ensinamentos-de-padre-pio-para-sacudir-sua-vida/




 Herdeiro espiritual de São Francisco de Assis, o Padre Pio de Pietrelcina foi o primeiro sacerdote a ter impresso sobre o seu corpo os estigmas da crucificação. Ele é conhecido em todo mundo como o “Frei” estigmatizado.
O Padre Pio, a quem Deus deu dons particulares e carismas, se empenhou com todas as suas forças pela salvação das almas. Os muito testemunhos sobre a grande santidade do Frei, chegam até os nossos dias, acompanhados de sentimentos de gratidão. Suas intercessões providencias junto a Deus foram para muitos homens causa de cura do corpo e motivo de renovação do espírito.


Alguns ensinamentos de Padre Pio que irão “sacudir” sua vida:
1. Não se preocupe com o amanhã. Faça o bem hoje.
2. Se Jesus nos faz assim felizes na Terra, como será no Céu?
3. Se o temor o deixa angustiado, exclame como São Pedro: “Senhor, salve-me!” Ele lhe estenderá a mão: aperte-a com força e caminhe alegremente”.
4. Procure fazer sempre melhor: hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje.
5. Se o demônio não dorme para nos perder, Nossa Senhora não nos abandona nem um instante sequer.
6. Quando desperdiça o tempo, você despreza o dom de Deus, o presente que Ele, infinitamente bom, abandona ao seu amor e à sua generosidade.
7. Sejam como pequenas abelhas espirituais, que levam para sua colmeia apenas mel e cera. Que, por meio de sua conversa, sua casa seja repleta de docilidade, paz, concórdia, humildade e piedade.
8. Faça sempre o bem, assim dirão: “Este é um cristão”. Suporte tribulações, enfermidades e dores por amor a Deus e pela conversão dos pobres pecadores.
9. Um convertido exprimiu o receio de tornar a cair. Padre Pio disse-lhe: “Eu estarei com você. Você poderia pensar, meu filho, que eu deixaria recair uma alma que levantei? Vá em paz e tenha confiança!”
10. Quem tem tempo não espera pelo tempo. Não deixemos para amanhã o que podemos fazer hoje. As sepulturas transbordam de boas ações deixadas para depois… E, além disso, quem nos diz que viveremos até amanhã? Escutemos a voz de nossa consciência, a voz do real profeta: “Se ouvirdes a voz do Senhor hoje, não queirais fechar vossos ouvidos”. Devemos renascer e acumular somente as riquezas que nos pertencem, lembrando de que somente o instante que escapa está sob nosso domínio. Não podemos intercalar tempo entre um instante e outro, pois esse não nos pertence.

                                     padrepio1a

Anjo da Guarda

Dia 02/10 é o dia do Santo Anjo da Guarda, deixo este artigo publicado no site Canção Nova: https://santo.cancaonova.com/santo/santos-anjos-da-guarda/

Santos Anjos da Guarda



Encontramos testemunhos que nos motivam a confiarmos nos Santos Anjos

Neste dia em que fazemos memória do nosso protetor, a Igreja termina assim o hino e oração da manhã: “Salvai por vosso filho a nós, no amor; ungidos sejamos pelos anjos; por Deus trino, protegidos!”
A palavra anjo significa, “enviado, mensageiro divino”, muitas vezes encontramos as manifestações dos anjos como missionários de Deus, e por isso, com clareza lemos no salmo 91: “Pois Ele encarregará seus anjos de guardar-te em todos os teus caminhos”.
Quando nos deparamos com a Anunciação e outros Mistérios da vida de Jesus, conseguimos perceber que este salmo profetiza a presença dos anjos na vida do Senhor. Ora, Cristo é o primogênito de todas as criaturas, nosso irmão e modelo. Se portanto sua humanidade, apesar de unida com a Divindade, era continuamente protegida por anjos, logo quanto mais devemos ser nós, seus membros tão frágeis. Tanto o Pai quer isto que revelou a Jesus: “Guardai-vos de desprezar algum desses pequeninos, pois eu vos digo, nos céus os seus anjos se mantêm sem cessar na presença do meu Pai que está nos céus.” (Mt 18,10)
Nos Atos dos Apóstolos e nos escritos de São Bernardo, Santo Tomás de Aquino e outros Doutores da Igreja, encontramos testemunhos que nos motivam a confiarmos nos Santos Anjos protetores de cada um, pois atesta a Sagrada Escritura: “Não são todos (os anjos) eles espíritos cumpridores de funções e enviados a serviço, em proveito daqueles que devem receber a salvação como herança?” (Hb 1,14)
Na Inglaterra desde o ano 800 acontecia uma festa dedicada aos Anjos da Guarda e a partir do ano 1111 surgiu uma linda oração (apresentada a seguir). Da Inglaterra esta festa se estendeu de maneira universal depois do ano 1608 por iniciativa do Sumo Pontífice da época. Aprendamos e rezemos esta quase milenar prece: “Anjo do Senhor – que por ordem da piedosa providência Divina, sois meu guardião – guardai-me neste dia (tarde ou noite); iluminai meu entendimento; dirigi meus afetos; governai meus sentimentos para que eu jamais ofenda ao Deus e Senhor. Amém.”
Santos Anjos da Guarda, rogai por nós!

Santos Arcanjos


25 de setembro foi o dia dos Santos arcanjos, deixo aqui um breve artigo publicado no site da Canção Nova :  https://santo.cancaonova.com/santo/santos-arcanjos-miguel-gabriel-e-rafael/

 

Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael


Miguel, Gabriel e Rafael amigos, protetores e intercessores que do Céu vêm em nosso socorro


Com alegria, comemoramos a festa de três Arcanjos neste dia: Miguel, Gabriel e Rafael. A Igreja Católica, guiada pelo Espírito Santo, herdou do Antigo Testamento a devoção a estes amigos, protetores e intercessores que do Céu vêm em nosso socorro pois, como São Paulo, vivemos num constante bom combate. A palavra “Arcanjo” significa “Anjo principal”. E a palavra “Anjo”, por sua vez, significa “mensageiro”.

São Miguel
O nome do Arcanjo Miguel possui um revelador significado em hebraico: “Quem como Deus”. Segundo a Bíblia, ele é um dos sete espíritos assistentes ao Trono do Altíssimo, portanto, um dos grandes príncipes do Céu e ministro de Deus. No Antigo Testamento o profeta Daniel chama São Miguel de príncipe protetor dos judeus, enquanto que, no Novo Testamento ele é o protetor dos filhos de Deus e de sua Igreja, já que até a segunda vinda do Senhor estaremos em luta espiritual contra os vencidos, que querem nos fazer perdedores também. “Houve então um combate no Céu: Miguel e seus anjos combateram contra o dragão. Também o dragão combateu, junto com seus anjos, mas não conseguiu vencer e não se encontrou mais lugar para eles no Céu”. (Apocalipse 12,7-8)


São Gabriel
O nome deste Arcanjo, citado duas vezes nas profecias de Daniel, significa “Força de Deus” ou “Deus é a minha proteção”. É muito conhecido devido a sua singular missão de mensageiro, uma vez que foi ele quem anunciou o nascimento de João Batista e, principalmente, anunciou o maior fato histórico: “No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré… O anjo veio à presença de Maria e disse-lhe: ‘Alegra-te, ó tu que tens o favor de Deus’…” a partir daí, São Lucas narra no primeiro capítulo do seu Evangelho como se deu a Encarnação.


São Rafael
Um dos sete espíritos que assistem ao Trono de Deus. Rafael aparece no Antigo Testamento no livro de Tobit. Este arcanjo de nome “Deus curou” ou “Medicina de Deus”, restituiu à vista do piedoso Tobit e nos demonstra que a sua presença, bem como a de Miguel e Gabriel, é discreta, porém, amiga e importante. “Tobias foi à procura de alguém que o pudesse acompanhar e conhecesse bem o caminho. Ao sair, encontrou o anjo Rafael, em pé diante dele, mas não suspeitou que fosse um anjo de Deus” (Tob 5,4).

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Posso ou Devo Corrigir o Próximo ?



          

                 Algumas semanas atrás ouvi uma homilia de um padre falando sobe a importância de não nos omitirmos perante o erro dos outros. Corrigir o próximo não é sermos arrogantes ou donos da verdade, nem sairmos corrigindo sempre tudo e todos a todo momento, pois não temos liberdade com todos, nem somos juízes do mundo. Mas não aceitar o erro claro e evidente  (diferente da opinião individual ) e corrigir quando for preciso aqueles que temos possibilidade real e liberdade para tal é bíblico,  pois Jesus disse em Mt 18:15-17:

“Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão. Mas se ele não o ouvir, leve consigo mais um ou dois outros, de modo que ‘qualquer acusação seja confirmada pelo depoimento de duas ou três testemunhas’. Se ele se recusar a ouvi-los, conte à igreja; e se ele se recusar a ouvir também a igreja, trate-o como pagão ou publicano.” 

                 Pecados existem por pensamentos, palavras, atos e omissões. Muitas vezes não damos importância quando nos omitimos, que é o não fazer algo conscientemente que achamos correto fazer por medo de nos indispormos ou sermos chatos. Corrigir é mais do que nada um ato de caridade, já citadas nas obras de misericórdia espirituais, que são :


Obras de misericórdia espirituais:

1)Ensinar os ignorantes
2) Dar bom conselho
3) Corrigir os que erram
4) Perdoar as injúrias
5) Consolar os tristes
6) Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo
7) Rezar a Deus por vivos e defuntos

           

               Muitas vezes é difícil corrigirmos o próximo, pois não queremos nos indispor com nosso pai, mãe, filho, parente ou amigo. O que é pior, passar como chato para o parente ou chatear a Deus por ser omisso? A correção que estiver no nosso alcance devemos sim chamar a atenção do nosso próximo, porém de modo educado e gentil, se ele nos ouvir ótimo, se não nos ouvir nós ficamos tranquilos por termos feito o que podíamos. Na homilia que me referi o padre bem explicou que se eu me omito eu provavelmente terei que dar explicações no juízo final por não ter dado condições de meu próximo melhorar, tendo certa conivência com seu erro. Porém se eu falo e o próximo não ouve, eu fiz a minha parte e a pena é dele inteiramente. Claro que existem pessoas que não temos liberdade nem intimidade para tal, existem outras não abertas a diálogo; porém sempre que possível devemos não nos omitir e pensarmos que é melhor corrermos o risco de deixar o próximo chateado conosco do que Deus. Primeiro Deus, sempre !!!

                     Resultado de imagem para corrigir

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

A Sua Igreja

                 Jesus nos deu a Sua Igreja Católica num ato de grande amor e cuidado para conosco. Infelizmente muitos, por obra do maligno, distorcem e não aceitam a Igreja Católica Apostólica Romana como obra e presente única e exclusivamente por amor de Deus. Deixo alguns apontamentos a cerca da nossa Igreja, a única fundada por Jesus.


- Toda a Igreja  ( fora a Católica Apostólica Romana), foi fundada por uma pessoa humana, mesmo quem nega que a Igreja Católica foi fundada por Cristo admite que as outras foram fundadas por homens. Bem, homens erram, Jesus nunca. Alguns defendem que tal ou tal seita ou religião podem ter sido induzidas por obra do Espírito Santo, mas pensem bem, por que tem tantas denominações ? Quem pode afirmar esta ou aquela está certa ? Tal criação, fora a primeira igreja cristã ( católica ), seria ação do Senhor ou distorção humana induzida pelo mal ? Se outra Igreja está correta e a Católica errada, por quê Jesus que é onisciente ( sabe tudo ) não falou na Bíblia sobre as outras Igrejas "corretas" ?

- Alguns protestantes falam que quem fundou a igreja foi Constantino, o que é uma blasfêmia e ignorância, pois historicamente o cristianismo ( vide grandes santos e mártires logo após a ressurreição, nos primeiros anos) já seguia a religião fundada por Cristo, e Constantino foi imperador entre 306 e 337 dc. O que ele fez foi dar liberdade de culto ( que até então eram muito perseguidos ) no Edito de Milão. Na época tinha o 32o papa em sucessão a Pedro ( papa Melcíades ), que nada tinha a ver com Constantino. O próprio Constantino, historicamente, não é reconhecido como cristão, então como ele iria fundar algo que ele mesmo não participava ? Jesus Cristo tinha intenção de fundar uma Igreja, a prova bíblica de sua intenção, encontramos em (Mt 16,18): “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. A Igreja Católica é a única que respeita a sucessão de Pedro, por isto mesmo é a única que foi definida por palavra de Cristo, não de um homem qualquer.

- Várias vezes se falou que a Igreja iria acabar, e igrejas e seitas vem e vão, mas a Católica continua, mesmo que perseguida, obviamente por conta do mal.

- Todos reconhecem que a primeira igreja cristã foi a católica, então Jesus se referia a ela obviamente, não a igrejas vindouras. 

- Deus é perfeito, tudo que desvirtua o que Ele, Jesus e Seu Santo Espírito fazem vem do maligno, pois falar que a Igreja Dele está errada é blasfemar que o Senhor erra, o que não procede nunca.

- Algumas seitas falam que A Igreja está errada porque tem pessoas  erradas, pecadores ou papas deturpados na idade média. Que desculpa furada!! Toda a Igreja tem pecadores, Jesus mesmo disse que veio pelos pecadores, para levá-los ao Pai, e vivia no meio deles. Quanto ao papa ele não é a Igreja toda, mas só o chefe, e é humano. Como cristão acredito plenamente que Deus pode tudo; se um papa erra ele o fez como pessoa e só ele, pois creio piamente que o Espírito Santo não permite que os dogmas, ou leis sejam feitos errados, e sim acredito na infalibilidade da Igreja como entidade regida por Deus. Então se algum papa ou sacerdote vendia indulgências ou errou de alguma forma foi como ser humano ( nem todo papa foi santo) e terá que responder por isto, mas nunca teve uma lei do código canônico que falava ser correto a venda de indulgência ou alguma maldade feitas na idade média. Isto foi induzido pelo mal e aceito pela pessoa, mas nunca como lei absoluta da Igreja. Se um diretor de banco é ladrão não quer dizer que o banco não é sério e bom. Ainda bem que hoje temos um papa maravilhoso.

- Existem ainda os que nos chamam de idólatras, aí cito a crônica já publicada :http://blogmedcatolico.blogspot.com.br/2014/04/os-catolicos-adoram-ou-idolatram-santa.html


Viva a Jesus e Sua Santa Igreja Católica Apostólica Romana !!!

                             Resultado de imagem para igreja catolica

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Quem Pode ou Não Comungar

Há dois tipos de disposições para comungar dignamente: as que se referem à alma e as que se referem ao corpo

O fiel católico não deve comungar quando faltam as devidas disposições. Há dois tipos de disposições para comungar dignamente: as que se referem à alma e as que se referem ao corpo.

Quais são as disposições com relação à alma?

1. Estar em graça de Deus, ou seja, ausência de pecado grave.

2. Estar instruído nas principais verdades de fé.

3. Ter a devida reverência e respeito no momento da comunhão.

4. Crer firmemente que se vai receber Jesus Cristo.

“Quem estiver consciente de pecado grave não celebre Missa nem comungue o Corpo do Senhor, sem fazer previamente a confissão sacramental, a não ser que exista uma razão grave e não tenha oportunidade de se confessar; neste caso, porém, lembre-se de que tem obrigação de fazer um ato de Contrição perfeita, que inclui o propósito de se confessar quanto antes” (Código de Direito Canônico, cân. 916).

Quais são as disposições com relação ao corpo?

1. Observar a norma sobre o jejum eucarístico.

2. Ter um aspecto exterior adequado: modesto e recolhido.

Exclusão da comunhão por motivos de idade ou doença

Não é permitido dar a comunhão nas seguintes circunstâncias:

1. Dentro das doenças estão: pessoas em coma, pessoas que não podem deglutir, pessoas com constante respiração assistida, apoplexia, risco de vômito, febre alta que cause alucinações etc.

2. Adultos que tenham doenças mentais que privam do uso de razão.

3. Adolescentes e idosos com sérias deficiências intelectuais.

4. Crianças antes do suficiente desenvolvimento mental.

Com relação a outras situações, não devem comungar:

1. Quem já comungou duas vezes no mesmo dia.

2. Quem faz parte da maçonaria, seitas de todo tipo etc.

3. Quem procura usar a Eucaristia para fazer campanha política ou para buscar votos.

4. Quem não está batizado.

5. Quem rejeita a Eucaristia ou duvida dela.

“Não é possível dar a comunhão a uma pessoa que não esteja batizada ou que rejeite a verdade integral de fé sobre o mistério eucarístico. Cristo é a verdade, e dá testemunho da verdade (cf. Jo 14, 6; 18, 37); o sacramento do seu corpo e sangue não consente ficções” (Ecclesia de Eucharistia, 38).

Finalmente, cabe esclarecer: o fato de que alguém não possa ou não deva comungar não impede que tal pessoa vá à missa. Mais ainda: aqueles que não podem receber a comunhão têm como todos os demais fiéis, o direito de participar da celebração eucarística e a obrigação de ir à missa aos domingos e festa de preceito.

É verdade que a maneira plena de participar da missa é comungando, mas é preciso levar em consideração que a participação na santa missa tem em si mesma um valor salvífico e constitui uma perfeita forma de oração, independentemente do fato de a pessoa receber ou não a comunhão.

Texto tirado de : https://pt.aleteia.org/2015/06/16/em-que-circunstancias-uma-pessoa-nao-pode-comungar/



         Cabe ainda comentar que muitas pessoas referem que não vão comungar por não estarem preparadas, mesmo sem pecado mortal, apenas com pecados veniais. É válido mencionar que nós nunca seremos dignos de receber o corpo santo, imaculado, divino e grandioso do Senhor. Nós só o recebemos, sem merecer, por Sua misericórdia e apenas por isto, que ouso dizer que é uma das maiores virtudes Nosso Senhor (senão a maior), que nada mais é nos dar algo mesmo que não mereçamos somente e apenas por Sua bondade. Ou seja se eu não tenho qualquer pecado mortal e estou nas disposições deste artigo o não comungar por me julgar indigno além de redundância ( já que nunca serei digno plenamente) é negar a misericórdia de Jesus, portanto não podemos deixar pudores errados nos afastarem de tamanha graça. Acredito que quem quer nos afastar de receber o Senhor é o maligno e devemos lutar sempre contra qualquer ímpeto que vem do mal, como por exemplo não receber Nosso Santo Senhor Misericordioso Jesus... Claro a não ser que tenhamos pecado mortal, e neste caso, nada que uma boa confissão não resolva !!! Viva Jesus e Sua bondade !!!


                                  Resultado de imagem para comunhão

segunda-feira, 26 de junho de 2017

A Autossuficiência do Ateu Moderno - Um Problema Atual

             Nos dias atuais existe uma cultura midiática que nos coloca como seres maravilhosos passíveis de entender todo o universo e seus mistérios, uma ideia ultra racionalista que nos faz acreditar que somos capazes de analisar tudo e que o entendimento de todos os problemas da humanidade e do universo serão por nós decifrados por completo algum dia,  é questão de tempo. Realmente os homens tem capacidade de evoluir intelectualmente, fazerem descobertas e entender coisas que até então nunca outros entenderam, mas daí a querer compreender coisas profundas como a criação da vida, o surgimento total dos corpos celestes e do universo e mesmo os desígnios de Quem criou tudo isto é uma coisa incabível. Tenho, como católico, crença total que nunca um ser humano vai ser capaz de criar vida a partir do nada, ou criar um planeta, um sol ou uma galáxia, isto somente Deus.
              Mesmo que o Nosso Senhor nos permitisse entender tudo plenamente e criar a vida isto seria a partir de um ser já criado, no caso Dele um dia tinha o nada e do nada foi criado a vida, e quanto a este fato não existe mente humana que será capaz de entender por completo nunca, pois somos limitados e o universo e as obras de Deus são ilimitados, portanto, acima de nossa total compreensão.
             Existem várias outras coisas que nossas limitações nunca nos permitirão entender,  mas nós, na nossa extrema arrogância, queremos ser capazes de nos igualar em inteligência ao Ser Supremo e Aquele que criou tudo, muitas vezes achando que se algo não é entendido por nós então não existe. Ignorância mascarada por suposta inteligência. Querer entender tudo o que Deus cria e planeja para nós é uma prepotência tão enorme e descabida quanto querermos nós, na nossa modesta inteligência, criar o universo.
             Para algumas pessoas o achar "senão vejo ou não entendo totalmente tal fato então ele não existe" é uma guia de vida, e tal ideia, por ser incompleta,  torna sua vida vazia, cheia de superficialidades e coisas sem valor real. O correto valor de tudo é encontrado apenas em Deus, o que nos dá propósito de vida real que é a busca do que há de vir, e não em futilidades do nosso dia a dia. Como católico cristão creio plenamente que estamos aqui de passagem e para sermos merecedores do que há de vir, ou nossa vida junto de Deus pós morte terrena. Muitos ateus falam que se Deus existisse não haveria guerras, doenças ou sofrimento aqui na terra. Isto é uma visão imediatista muito limitada, pois o que são vinte, cinquenta ou oitenta anos perante o infinito que há de vir após? Vale a pena eu perder uma vida infinita de plena felicidade com Deus, por algumas décadas de prazer sem valor, transitório ou falso? As vezes os sofrimentos são permitidos (nunca infligidos) por Deus primeiro por ter nos dado livre arbítrio e alguns homens fazem outros sofrerem por esta liberdade que o Senhor nos dá, portanto são consequências da maldade de alguns, que na sua auto suficiência só se preocupam com o agora e na busca incessante de poder e prazer imediato e não se importam com o outro; e em segundo servem para aumentar nossos merecimentos na vida que há de vir no céu, pois se o próprio Jesus teve um sofrimento inimaginável por amor a Deus e a nós para nos salvar, como nós não podemos oferecer nossos próprios sofrimentos junto com os Dele para a nossa santificação e nas intenções Dele? Ele é o maior exemplo para tomarmos nossas cruzes e O seguir. Os sofrimentos nossos também servem ainda para que Ele veja em nosso oferecimento dos mesmos um esforço de nossa parte, o que deixa o Seu santo suplício não ser em vão, sem dúvida valorizando o que Ele passou por nós na cruz. O problema é que muitos vem o sofrimento do próximo e não entendem o propósito maior de tais desgostos passageiros, afinal aqui tudo passa, e acham que um Deus não permitiria tal situação por terem visão limitada de tal fato, na sua ignorância de colocar toda a vida nestes míseros anos terrenos, não no que há de existir após esta para todo o sempre. 
              Rezemos a Deus pelos ateus e auto suficientes que não se permitem aceitar coisas que nunca vão entender e pelos que querem achar explicações mundanas para tudo...Que o Espírito Santo, na Sua infinita bondade e grandeza, os ilumine na verdade para que vejam que nem tudo podem entender, e aceitem que existe um Ser superior que nos ama e é infinitamente maior que nossa pequenez!!!

                Bem aventurados os que não precisaram ver para crer !!!

                             Resultado de imagem para ateu

segunda-feira, 5 de junho de 2017

A Devoção dos Cinco Primeiros Sábados em Reparação ao Imaculado Coração de Maria

Retirado do Site:  http://blog.cancaonova.com/tododemaria/a-devocao-dos-cinco-primeiros-sabados/ 

por Natalino Ueda


Conheça a devoção dos cinco primeiros sábados em reparação dos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria.
A revelação da devoção dos cinco primeiros sábados começou na segunda aparição de Nossa Senhora em Fátima, Portugal, aos três Pastorinhos. No dia 13 de junho de 1917, a Virgem Maria disse à pequena Lúcia: “Jesus quer estabelecer no mundo a devoção do meu Imaculado Coração”. Depois de ouvir estas palavras, as três crianças viram a Virgem Santíssima com um coração na mão, cercado de espinhos. Eles compreenderam que aquele era o Coração Imaculado de Maria, ultrajado pelos pecados da humanidade, que necessitava de reparação. Na aparição seguinte, no dia 13 de julho, a Mãe de Deus repetiu as mesmas palavras e disse que voltaria para pedir a devoção reparadora dos primeiros sábados.

Nossa Senhora de Fátima e os três Pastorinhos
Sete anos depois, no dia 10 de dezembro de 1925, em Pontevedra, na Espanha, foi revelado a Irmã Lúcia a devoção reparadora dos cinco primeiros sábados. Em dezembro de 1927, por ordem de seu confessor, a Irmã escreveu as palavras que lhe dirigiu a Santíssima Virgem, nas quais disse: “Olha, minha filha, o Meu Coração cercado de espinhos, que os homens ingratos a todos os momentos Me cravam com blasfêmias e ingratidões. Tu, ao menos, vê de Me consolar, e dize que todos aqueles que durante cinco meses, no primeiro sábado, se confessarem, recebendo a Sagrada Comunhão, rezarem um Terço, e Me fizerem quinze minutos de companhia, meditando nos quinze mistérios do Rosário, com o fim de me desagravar, Eu prometo assistir-lhes, na hora da morte com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas”.

A devoção dos primeiros sábados na história da Igreja
A prática da devoção reparadora dos primeiros sábados do mês, que Nossa Senhora pediu à irmã Lúcia em 1925, não era nenhuma novidade na Igreja. Este pedido da Virgem Maria foi uma confirmação dos Céus de uma antiga piedade mariana. O Sábado como dia consagrado especialmente à Santíssima Virgem é uma tradição que remonta muito provavelmente os primeiros séculos da Igreja. “A presença da Missa de Nossa Senhora nos Sábados, no missal romano de São Pio V, de 1570, mostra a antiguidade desta prática que consiste em honrar especialmente a Santa Mãe de Deus nesse dia da semana”.
Apoiados nesta piedosa tradição, os membros das Confrarias do Rosário consagravam especialmente a Nossa Senhora quinze sábados consecutivos de cada ano litúrgico. Durante esses sábados, “eles se aproximavam dos sacramentos e cumpriam exercícios de piedade particulares em honra dos quinze mistérios do santo rosário. Em 1889, o papa Leão XIII concedeu a todos os fiéis uma indulgência plenária a ser ganha durante um desses quinze sábados”. Entretanto, foi com o grande Papa São Pio X que a devoção dos primeiros sábados foi aprovada e encorajada pelo Vaticano, que em 10 de julho de 1905 indulgenciou pela primeira vez esta devoção. Alguns anos mais tarde, em 13 de junho de 1912, São Pio X concedeu “indulgência plenária, aplicável às almas dos defuntos, no primeiro sábado de cada mês, por todos aqueles que, nesse dia, se confessarem, comungarem, cumprirem exercícios particulares de devoção em honra da bem-aventurada Virgem Maria, em espírito de reparação”.
Providencialmente, cinco anos depois, na mesma data, aconteceu a “segunda aparição de Nossa Senhora em Fátima, durante a qual os três pastorinhos testemunharam a primeira grande manifestação do Imaculado Coração de Maria vendo-o ‘cercado de espinhos que pareciam enterrados nele. [… Depois de ter essa visão, os Pastorinhos disseram:] Compreendemos que era o Imaculado Coração de Maria ultrajado pelos pecados da humanidade que queria reparação’”. Os termos usados por São Pio X são quase exatamente os mesmos do pedido de Nossa Senhora em Pontevedra, em 1925, principalmente no que diz respeito “a extrema importância da intenção reparadora, única capaz de afastar e apaziguar a cólera de Deus”. Em Fátima e em Pontevedra, Nossa Senhora não é inovadora, mas nos deu a confirmação do Céu e um novo impulso à devoção dos primeiros sábados, que está firmemente enraizada na mais pura tradição católica.
As cinco ofensas a reparar nos cinco primeiros sábados
Em 1930, o Padre José Bernardo Gonçalves, então confessor da Irmã Lúcia, entre outras coisas perguntou a ela: “Porque hão de ser ‘5 sábados’ e não 9 ou 7 em honra das dores de Nossa Senhora?” Durante uma de suas costumeiras orações, na noite do dia 29 para 30 de Maio de 1930, Nosso Senhor revelou a Irmã Lúcia o seguinte:
Minha filha, o motivo é simples: são 5 as espécies de ofensas e blasfêmias contra o Imaculado Coração de Maria:
1 – As blasfêmias contra a Imaculada Conceição.
2 – Contra a Sua virgindade.
3 – Contra a Maternidade Divina, recusando, ao mesmo tempo, recebê-La como Mãe dos homens;
4 – Os que procuram publicamente infundir, nos corações das crianças, a indiferença, o desprezo, e até o ódio para com esta Imaculada Mãe;
5 – Os que A ultrajam diretamente nas suas sagradas Imagens.
Eis, Minha filha, o motivo pelo qual o Imaculado Coração de Maria Me levou a pedir esta pequena reparação; e, em atenção a ela, mover a minha misericórdia ao perdão para com essas almas que tiveram a desgraça de A ofender9.
A primeira ofensa é a negação do dogma da Imaculada Conceição, definido pelo Papa Pio IX em 8 de dezembro de 1854.
A segunda ofensa é negação da doutrina acerca da virgindade perpétua de Maria. São opositores desta verdade as pessoas que negam que a concepção e o parto de Jesus não foram virginais, e que Maria não conservou a virgindade depois do parto, bem como aquelas que dizem que a Mãe de Deus teve mais filhos além de Jesus.
A terceira ofensa é negação da maternidade divina e espiritual de Maria, declarada no III Concílio de Constantinopla no ano de 680. A Virgem Maria é Mãe de Deus e, ao mesmo tempo, Mãe espiritual dos homens, pela sua participação no Mistério da Redenção do gênero humano.
A quarta ofensa é ódio para com a Imaculada Mãe de Deus infundido nas crianças. “A ideologia Marxista-comunista procurou eliminar todos os vestígios de religião, a começar pelas crianças. […] Ensinava-se às crianças o racionalismo puro e, além disso, em certa nação, os pequeninos aprendiam ‘ladainhas’ de injúrias contra a Mãe de Deus”.
A quinta ofensa é o desrespeito para com as sagradas imagens de Maria. Não é raro, em nossos dias, o ultraje, o vandalismo e a destruição das imagens de Nossa Senhora, principalmente quando estas são expostas em público. Ofendem também o Coração Imaculado de Maria Santíssima aquelas pessoas que tiram dos templos sagrados as suas imagens ou as reduzem ao mínimo, contrariando o que foi dito no Concílio Vaticano II: “Observem religiosamente aquelas coisas que nos tempos passados foram decretadas acerca do culto das imagens de Cristo, da Bem-aventura Virgem e dos Santos”.

Como praticar a devoção dos cinco primeiros sábados?

Para realizar perfeitamente esta devoção reparadora devemos fazer, durante os cinco primeiros sábados de cinco meses seguidos, na intenção geral de reparar nossos próprios pecados e os de toda a humanidade contra o Coração Imaculado de Maria, quatro atos de piedade:

1 – A Confissão: pode ser feita no primeiro sábado ou antes, ainda que oito dias ou mais antes, se for impossível ou muito difícil se confessar no dia. No entanto, lembramos que é necessário estar em estado de graça no primeiro sábado do mês, a fim de fazer comunhão reparadora. Na Confissão, é muito importante a intenção de reparar o Coração Imaculado de Maria. Esta intenção reparadora não precisa ser dita ao confessor, mas apenas colocada mentalmente diante de Deus antes da Confissão. Nosso Senhor disse a Irmã Lúcia que se esquecermos da intenção reparadora, podemos colocar esta na Confissão seguinte, aproveitando a primeira ocasião que tivermos para nos confessar.

2 – O Terço: a tradicional oração mariana do Terço também faz parte da devoção dos cinco primeiros sábados, que deve ser rezado na intenção da reparação do Imaculado Coração de Maria.

3 – Os 15 minutos de meditação sobre os mistérios do Rosário: Nossa Senhora pediu que fizéssemos companhia a ela durante pelo menos 15 minutos, meditando sobre os 15 mistérios do Rosário12, em espírito de reparação ao seu Imaculado Coração. Não precisamos meditar todo primeiro sábado sobre todos os 15 mistérios. Podemos meditar apenas um, dois, três ou mais mistérios, conforme a nossa escolha pessoal. Também é possível meditar os mistérios do Rosário conforme o Tempo Litúrgico. Por exemplo: no Tempo do Advento, podemos meditar os Mistérios Gozosos; no Tempo da Quaresma, os Mistérios Dolorosos; no Tempo Pascal, os Mistérios Gloriosos; no Tempo Comum, podemos meditar aqueles Mistérios que mais dizem respeito à Liturgia do dia.

4 – A comunhão: é o ato essencial desta devoção reparadora. Para compreender bem a sua importância, recordemos a devoção da comunhão das nove primeiras sextas-feiras, em reparação das ofensas contra o Sagrado Coração de Jesus, e a comunhão milagrosa dada aos três Pastorinhos de Fátima, pelo Anjo da Guarda de Portugal, no outono de 1916, de caráter eminentemente reparador, que evidencia-se na oração, repetida seis vezes, três vezes antes e três vezes depois da comunhão: “Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, eu vos adoro profundamente e vos ofereço o preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os sacrários da Terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido; e pelos méritos infinitos de seu Sacratíssimo Coração e do Imaculado Coração de Maria, peço-vos a conversão dos pobres pecadores”13.
Nessas quatro práticas da devoção dos cinco primeiros sábados, a intenção reparadora é muito importante, especialmente na comunhão, porque as ofensas contra o Imaculado Coração de Maria também ofendem gravemente o Sacratíssimo Coração de Jesus.
Esta prática da devoção reparadora como um todo pode ser também feita no domingo que segue o primeiro sábado, desde que seja, por motivos justos, autorizado por um Padre.

O poder e a eficácia sobrenaturais da devoção ao Imaculado Coração de Maria

Assim, a devoção dos cinco primeiros sábados em reparação pelas ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria nos foi revelada para que por ela muitas almas sejam salvas. Pois, cada vez mais em nosso tempo, multiplicam-se os ataques à dignidade, aos privilégios, às honras devidas à Virgem Maria. Além disso, há uma diminuição considerável do culto mariano em quase toda a Igreja. Sendo este o estado das coisas em nossos dias, a impiedade de muitos para com Nossa Senhora certamente deve ser incluída na intenção reparadora de nossa prática da devoção dos cinco primeiros sábados. Dessa forma, reparemos a honra de Nossa Senhora, tão ultrajada pela ingratidão dos homens, através da devoção que ela mesma nos indicou.
Em carta ao Bispo titular de Gurza, de 27 de maio de 1943, a irmã Lúcia nos ajuda a compreender o poder e a eficácia sobrenaturais da devoção ao Imaculado Coração de Maria:
Os Santíssimos corações de Jesus e Maria amam e desejam este culto [para com o Coração de Maria] porque dele se servem para atrair todas as almas a eles e isto é tudo o que desejam: salvar as almas, muitas almas, todas as almas. Nosso Senhor me dizia, há alguns dias: “Desejo ardentemente a propagação do culto e da devoção ao Coração de Maria porque este Coração é o ímã que atrai as almas para mim, a fornalha que irradia na terra os raios de minha luz e de meu amor, fonte inesgotável de onde brota na terra a água viva de minha misericórdia”.
Com esta certeza, peçamos a Virgem Maria, com insistência e perseverança, as boas disposições de nossa alma para bem praticar a devoção dos cinco primeiros sábados. Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

segunda-feira, 29 de maio de 2017

História de Nossa Senhora Aparecida

Conteúdo retirado do site: http://www.nossasagradafamilia.com.br/conteudo/historia-de-nossa-senhora-aparecida.html

 

Nossa Senhora Aparecida

A virgem Santa, mãe de Jesus Cristo, apareceu em diversas localidades ao redor do mundo em momentos importantes da história. Graças à misericórdia de Deus, Maria apareceu no Brasil na forma de uma imagem negra, na época em que a escravidão no país estava em alta.
Maria foi proclamada Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha do Brasil, em 16 de julho de 1930 pelo papa Pio XI. O Brasil rende-se ao amor incondicional da “Mãe negra” no dia 12 de outubro, data que marcou, em 1980, a proclamação de feriado e consagração do Santuário Nacional de Aparecida pelo Papa João Paulo II.

História da Padroeira do Brasil

A aparição da imagem de Nossa Senhora de Aparecida ocorreu em 1717, época das Capitanias Hereditárias. O governante das capitanias de São Paulo e Minas de Ouro estava de passagem pelo Vale do Paraíba, mais precisamente por Guaratinguetá. Animados com a visita, o povo daquela localidade resolveu fazer uma festa de boas-vindas e para isso chamaram três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso para lançar as redes no rio e pescar bons peixes.
O fato era que, naquela época, meados de Outubro, não era tempo de peixes. Porém, como não podiam contradizer o pedido, rezaram pela proteção e benção da Virgem Maria e de Deus para que pudessem voltar à terra firme com fartura. Depois de inúmeras tentativas sem sucesso, eis que surpreendentemente eles pescaram o corpo de uma imagem. Curiosos, lançaram novamente as redes e “pescaram” uma cabeça que se encaixou perfeitamente ao corpo. Depois deste encontro, que nos dias de hoje é representado em todo o Brasil no dia 12 de outubro emocionando os fieis, o barco se encheu tanto de peixes que ele quase virou!
A partir daí, a devoção da Santa foi se espalhando. Primeiro nas casas, depois se construiu uma capela, depois uma basílica, até chegar ao quarto maior santuário do mundo, o Santuário Nacional de Aparecida localizado na cidade de Aparecida, interior do Estado de São Paulo.

Milagres de Nossa Senhora Aparecida

Milagre das Velas

Milagre das Velas - Segundo relata a história de Fé, em um dos momentos de devoção dos primeiros devotos de Nossa Senhora Aparecida, as velas que iluminavam o local repentinamente se apagaram. As pessoas ficaram atônitas com o ocorrido e começaram a entrar em pânico. Mas passado pouco tempo, as velas milagrosamente acenderam-se novamente ao bater do vento.

Milagre: A libertação do escravo Zacarias

A libertação do escravo Zacarias - Nossa Senhora de Aparecida Como se sabe, o encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida aconteceu em um momento triste da história do Brasil: a escravidão. O povo negro sofria nas mãos dos donos das terras. A “Mãe negra” veio para dar uma lição de vida e amor ao próximo.

Foi o que aconteceu com o escravo Zacarias, que havia fugido de uma fazenda do Paraná e era caçado por todos os cantos, até ser encontrado no Vale do Paraíba.

Preso, Zacarias acorrentado nos pulsos e nos pés. O caminho de volta passava próximo à capela que havia sido construída para a imagem de Nossa Senhora Aparecida.
Então, o escravo pediu permissão ao seu caçador para rezar diante da imagem.

Incrédulo, o caçador deixou. A fé de Zacarias foi tamanha que milagrosamente as correntes se romperam, deixando-o livre. Diante do milagre, o caçador acabou por libertá-lo.

Milagre: O cavaleiro ateu

O cavaleiro ateu Desde que a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada, e ao longo da história, muitos espaços foram construídos para que a devoção à “Mãe negra” pudesse acontecer. Esses locais sempre recebiam grande número de pessoas que colocavam nas mãos da Mãe de Deus a vida. Mas também era destino de muitos incrédulos.

Esse milagre aconteceu com um deles. Passando por Aparecida e vendo a fé dos romeiros, zombou e tentou entrar na Igreja a cavalo para destruir o local e alcançar a imagem. Porém, o que esse cavaleiro não esperava era que as patas do animal ficassem presas em uma pedra. A partir daí, o homem passou a acreditar.

A pedra em que o cavalo ficou preso pode ser vista na Sala dos Milagres no Santuário Nacional de Aparecida.

Milagre: A cura da menina cega

A cura da menina cega Visitar o Santuário Nacional de Aparecida é uma viagem emocionante, principalmente quando se entra na Sala dos Milagres, onde milhões de histórias de graças alcançadas se concentram.

O simples fato de olhar a Basílica, a primeira grande igreja erguida em Aparecida em devoção a Nossa Senhora Aparecida, também é motivo de milagre e foi o que aconteceu a uma menina cega que passava em frente à Basílica com sua mãe. Ao se aproximar, a garota disse “Mãe, como aquela Igreja é bonita”, e o milagre havia acontecido.

Milagre: Menino no rio

Milagre:Menino do Rio Um rio que pode trazer a salvação por meio do encontro de uma imagem, também pode trazer o risco da morte. Foi o que aconteceu na história de mais um milagre de Nossa Senhora Aparecida.

Um dia, pai e filho foram pescar. A correnteza estava muito forte, o que faz com que o filho, que não sabia nadar, caísse no rio e fosse levado cada vez mais rápido.

O desespero do pai levou-o a rezar a Nossa Senhora Aparecida. E mais uma vez a “Mãe negra” ouviu: o corpo do garoto, de repente, parou de ser levado, mesmo com a correnteza ainda forte, até que o pai pudesse chegar perto e salvar o filho.

O caçador

O caçador Voltando de um dia negativo de caça, um caçador viu-se em uma situação perigosa: deparou-se com uma enorme onça. Sem munição, porque havia usado tudo em suas tentativas frustrantes ao longo do dia, o homem ajoelhou-se, rezou e foi atendido: a onça, que antes parecia ter um alvo certeiro, desviou-se e foi embora.

Oração a Nossa Senhora Aparecida

Ó incomparável mãe Nossa Senhora da Conceição Aparecida,
Mãe de Deus, Rainha dos Anjos, Advogada dos pecadores,
Refúgio e consolação dos aflitos e atribulados...
Nossa Senhora Aparecida,
cheia de poder e de bondade,
lançai sobre nós um olhar favorável,
para que sejamos socorridos por Vós,
em todas as necessidades em que nos acharmos.

E de modo particular hoje, nesta novena, faço meu pedido
(diga agora sua intenção)

Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil
Livrai-nos de tudo o que possa ofender-Vos
e ao Vosso Santíssimo Filho Jesus.
Nossa Senhora Aparecida, preservai-nos de todos os perigos da alma e do corpo,
Dirigi-nos em todos os assuntos espirituais e temporais,
Livrai-nos da tentação do demônio,
Para que, trilhando o caminho da virtude,
Possamos um dia ver-Vos e amar-Vos
na eterna glória.

Nossa Senhora Aparecida rogai por nós.
Nossa Senhora Aparecida intercedei por nós.
Nossa Senhora Aparecida fazei-nos dignos das promessas do Teu Filho.
Amém.

Consagração a Nossa Senhora Aparecida

Ó Maria Santíssima, que em vossa querida imagem de Aparecida espalhais inúmeros benefícios sobre todo o Brasil, eu, cheio (a) do desejo de participar dos benefícios de vossa misericórdia, prostrado (a) a vossos pés consagro-vos meu entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis.
Consagro-vos minha língua, para que sempre vos louve e propague vossa devoção. Consagro-vos meu coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas.
Recebei-me, ó Rainha incomparável, no ditoso número de vossos filhos e filhas.
Acolhei-me debaixo de vossa proteção. Socorrei-me em todas as minhas necessidades espirituais e temporais e, sobretudo, na hora de minha morte. Abençoai-me, ó Mãe Celestial, e com vossa poderosa intercessão fortalecei-me em minha fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possa louvar-vos, amar-vos e dar-vos graças no céu, por toda a eternidade. Assim seja!

       Imagem História de Nossa Senhora Aparecida

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Graça Alcançada por Intermédio de Nossa Senhora Para Um Ser de Deus

                          Gostaria de relatar um fato ocorrido em 06/05/17 - que mostra a bondade de Nossa Senhora. 


                       Tenho uma capelinha na minha casa que e eu, minha esposa e meus dois filhos sempre usamos para nossas orações. Quando alguém senta no sofá de frente da mesma vem correndo o Leon (nosso cachorrinho Spitz Alemão de 4 anos) e senta do lado -  sempre. Todos amamos muito esta criaturinha de Deus. Eis o mesmo abaixo:

                    
                    No dia que citei acima, de manhã (sábado), sentei para rezar e a na hora veio o Leonzinho e sentou do meu lado, como faz sempre, virou a barriguinha para cima pedindo carinho. Como eu estava concentrado não vi na hora, mas passou minha filha e viu uma verruga e me avisou. Esta lesão era de aproximadamente meio cm na região do baixo abdome do bichinho. Como médico de gente que sou olhei e me pareceu ser uma verruga ou tumorzinho, chamei minha esposa, examinamos e era rosada na mesma cor da sua barriguinha e bem elevada. Combinamos que ela iria levá-lo no veterinário segunda, o que seria uma preocupação pois não sabíamos bem o que era, teria um custo e seria muito incômodo para ele se tivesse que retirar com uma pequena cirurgia. Como estava rezando pedi com fé para a Sagrada Família e São Francisco de Assis para curá-lo. Após rezar fui tomar café e descemos para trabalhar no quintal, o Leon junto. Cerca de uma hora após rezar cheguei perto dele que tinha se deitado pedindo carinho, abaixei para vê-lo e a lesão tinha sumido TOTALMENTE !!! A lesão tinha desaparecido por completo, não tinha mais nada, nem lesão nem cicatriz. Chamei minha esposa para vê-lo e ela ficou pasma, constatou que a lesão tinha desaparecido, sem explicação. O mais impressionante é que na hora que vimos ele deitado de barriga para cima olhamos para o lado, uns 10 centímetros dele e estava uma borboleta  com um aspecto dourado central, com frisos dourados como que saindo de sua cabeça, parecendo raios (foto abaixo). Para nós realmente parecia Nossa Senhora e foi na mesma hora que vimos que a lesão tinha sumido. Agradeço muito a Nossa Senhora por tanto carinho conosco e até com nosso bichinho. 
                    Outro fato interessante, e que só percebemos dias após, foi que apesar do aspecto de Nossa Senhora para nós estar bem claro, tinha 4 "bolas" que estavam lá. Certo dia olhando a foto que eu tirei de repente nos ocorreu uma interpretação que me pareceu bem clara, como que embaixo do manto da Mãe amada, tinham 2 "bolas" azuis e 2 laranjas e em casa somos em 4 pessoas, 2 adultos e 2 crianças. Claro que isto não tem como provar mas é questão de fé e cada um pode interpretar como quiser, mas eu e minha família entendemos que a mãe coloca nós 4 embaixo de seu manto sobre sua proteção. Assim como todos que se entregam a ela !
                    Obrigado mãe amada por tanta demonstração de carinho, não somos dignos de tanto e reconhecemos que tal fato se deve exclusivamente a Sua bondade e principalmente a misericórdia de nosso Deus e Senhor Jesus !!! Deus é tudo mas Maria é o melhor caminho para chegar a Ele, que deve ser sempre nosso objetivo maior.




segunda-feira, 24 de abril de 2017

Nove Primeiras Sextas ao Sagrado Coração de Jesus



A Grande Revelação do Sagrado Coração de Jesus foi feita a Santa Margarida Maria Alacoque  durante a oitava da festa de Corpus Christi  de 1675...

         “Eis o Coração que tanto amou os homens, que nada poupou, até se esgotar e se consumir para lhes testemunhar seu amor. Como reconhecimento, não recebo da maior parte deles senão ingratidões, pelas suas irreverências, sacrilégios, e pela tibieza e desprezo que têm para comigo na Eucaristia. Entretanto, o que Me é mais sensível é que há corações consagrados que agem assim. Por isto te peço que a primeira sexta-feira após a oitava do Santíssimo Sacramento seja dedicada a uma festa particular para  honrar Meu Coração, comungando neste dia, e O reparando pelos insultos que recebeu durante o tempo em que foi exposto sobre os altares ... Prometo-te que Meu Coração se dilatará para derramar os influxos de Seu amor divino sobre aqueles que Lhe prestarem esta honra”.



... e as doze Promessas:
  1. A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de meu Sagrado Coração.
  2. Eu darei aos devotos do meu Coração todas as graças necessárias a seu estado.
  3. Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias.
  4. Eu os consolarei em todas as suas aflições.
  5. Serei seu refúgio seguro na vida, e principalmente na hora da morte.
  6. Lançarei bênçãos abundantes sobre todos os seus trabalhos e empreendimentos.
  7. Os pecadores encontrarão em meu Coração fonte inesgotável de misericórdias.
  8. As almas tíbias se tornarão fervorosas pela prática dessa devoção.
  9. As almas fervorosas subirão em pouco tempo a uma alta perfeição.
  10. Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de tocar os corações mais empedernidos.
  11. As pessoas que propagarem esta devoção terão os seus nomes inscritos para sempre no meu Coração.
  12. A todos os que comungarem nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna.

Eu te prometo, na excessiva misericórdia de meu coração, que meu amor onipotente concederá a todos os que comunguem nas primeiras sextas-feiras de mês, durante nove meses consecutivos, a graça da penitência final, e que não morram em minha desgraça, nem sem receber os Santos Sacramentos, assegurando-lhes minha assistência na hora final. 

ATO DE DESAGRAVO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS 
(rezai-o sempre, particularmente nas primeiras sextas-feiras de cada mês)

Dulcíssimo Jesus, cuja infinita caridade para com os homens é deles tão ingratamente correspondida com esquecimentos, friezas e desprezos, eis-nos aqui prostrados, diante do vosso altar, para vos desagravarmos, com especiais homenagens, da insensibilidade tão insensata e das nefandas injúrias com que é de toda parte alvejado o vosso dulcíssimo Coração.

Reconhecendo, porém, com a mais profunda dor, que também nós, mais de uma vez, cometemos as mesmas indignidades, para nós, em primeiro lugar, imploramos a vossa misericórdia, prontos a expiar não só as nossas próprias culpas, senão também as daqueles que, errando longe do caminho da salvação, ou se obstinam na sua infidelidade, não vos querendo como pastor e guia, ou, conspurcando as promessas do batismo, renegam o jugo suave da vossa santa Lei.

De todos estes tão deploráveis crimes, Senhor, queremos nós hoje desagravar-vos, mas particularmente das licenças dos costumes e imodéstias do vestido, de tantos laços de corrupção armados à inocência, da violação dos dias santificados, das execrandas blasfêmias contra vós e vossos santos, dos insultos ao vosso vigário e a todo o vosso clero, do desprezo e das horrendas e sacrílegas profanações do Sacramento do divino Amor, e enfim, dos atentados e rebeldias oficiais das nações contra os direitos e o magistério da vossa Igreja.

Oh, se pudéssemos lavar com o próprio sangue tantas iniquidades! Entretanto, para reparar a honra divina ultrajada, vos oferecemos, juntamente com os merecimentos da Virgem Mãe, de todos os santos e almas piedosas, aquela infinita satisfação que vós oferecestes ao Eterno Pai sobre a cruz, e que não cessais de renovar todos os dias sobre os nossos altares.

Ajudai-nos, Senhor, com o auxílio da vossa graça, para que possamos, como é nosso firme propósito, com a viveza da fé, com a pureza dos costumes, com a fiel observância da lei e caridade evangélicas, reparar todos os pecados cometidos por nós e por nossos próximos, impedir, por todos os meios, novas injúrias à vossa divina Majestade e atrair ao vosso serviço o maior número possível de almas.


Recebei, ó Jesus de Infinito Amor, pelas mãos de Maria Santíssima Reparadora, a espontânea homenagem deste nosso desagravo, e concedei-nos a grande graça de perseverarmos constantes até a morte no fiel cumprimento dos nossos deveres e no vosso santo serviço, para que possamos chegar todos à Pátria bem-aventurada, onde vós, com o Pai e o Espírito Santo, viveis e reinais, Deus, por todos os séculos dos séculos. Amém.
Primeira 'Sexta-Feira' da Devoção

Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a primeira das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.


Oração a Jesus Desprezado (São Afonso de Ligório)
Meu Jesus Desprezado, amor e alegria de minha vida, com vosso exemplo, tornastes possível aos que vos amam, amar também os desprezos. De hoje em diante eu vos prometo sofrer, por vosso amor, todas as ofensas, já que, por meu amor, fostes tão injuriado pelos homens neste mundo. Dai-me forças para realizar esta promessa, fazei-me conhecer e praticar tudo o que desejais de mim.
Meu Deus e meu tudo, não quero procurar outro bem fora de vós, bondade infinita. Vós que cuidais tanto de meu progresso, fazei que eu não tenha outro cuidado senão o de vos dar alegria. Fazei que meus pensamentos sejam empregados sempre em fugir de tudo o que vos ofenda, em procurar o modo de vos agradar em tudo. Afastai de mim toda a ocasião que me afaste de vosso amor. Privo-me de minha liberdade e a consagro toda à vossa divina vontade.


Eu vos amo, bondade sem fim. Verbo encarnado, amo-vos mais que a mim mesmo. Tende piedade de mim e curai todas as feridas de que sofre minha alma por causa das ofensas que vos fiz. Abandono-me inteiramente em vossos braços, meu bom Jesus: quero vos pertencer, quero sofrer por vosso amor; só a vós desejo. Maria, Virgem santa e minha Mãe, eu vos amo e em vós confio. Socorrei-me com a vossa poderosa intercessão!

Oração Final 


Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.

Segunda 'Sexta-Feira' da Devoção

Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a segunda das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.




Oração ao Coração Esmagado de Jesus

Coração de JESUS, esmagado por causa dos nossos pecados,
Coração entristecido e martirizado por tantos crimes e faltas,
Coração, vítima de todas as iniquidades,
Eu Vos amo com toda a minha alma e acima de todas as coisas,
Eu Vos amo por aqueles que Vos desprezam e Vos abandonam,
Eu Vos amo por aqueles que Vos ultrajam e Vos impedem de reinar,
Eu Vos amo por aqueles que Vos deixam sozinho na Sagrada Eucaristia,
Eu Vos amo pelas almas ingratas que ousam profanar o vosso Sacramento de Amor com seus insultos e sacrilégios.
Coração de JESUS, perdoai os pecadores: eles não sabem o que fazem!
Coração de JESUS, ajudai os que propagam o vosso Nome Santo!
Coração de JESUS, ajudai a todos os que so­frem e lutam!
Coração de JESUS, fazei que a sociedade se inspire em tudo no vosso Evangelho, única salva­guarda da justiça e da paz!
Coração de JESUS, que as famílias e as nações proclamem os vossos direitos!
Coração de JESUS, reinai na minha Pátria! Coração de JESUS, venha a nós o vosso Rei­no, pelo Coração Imaculado de Maria! Amém.



Oração ao Coração de Jesus, abençoada pelo Papa Pio XI, em 26/04/1930.



Oração Final 
Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.

Terceira 'Sexta-Feira' da Devoção

Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a terceira das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.


ATO DE CONSAGRAÇÃO DAS FAMÍLIAS
AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

SAGRADO CORAÇÃO de Jesus, que manifestastes a Santa Margarida Maria o desejo de reinar sobre as famílias cristãs, nós vimos hoje proclamar vossa realeza absoluta sobre a nossa família. Queremos, de agora em diante, viver a vossa vida; queremos que floresçam, em nosso meio, as virtudes às quais prometestes, já neste mundo, a paz. 

Queremos banir para longe de nós o espírito mundano que amaldiçoastes. Vós reinareis em nossas inteligências pela simplicidade de nossa fé; em nossos corações pelo amor sem reservas de que estamos abrasados para convosco, e cuja chama entreteremos pela recepção freqüente de vossa divina Eucaristia. 

Dignai-Vos, Coração divino, presidir as nossas reuniões, abençoar as nossas empresas espirituais e temporais, afastar de nós as aflições, santificar as nossas alegrias, aliviar as nossas penas. 

Se, alguma vez, algum de nós tiver a infelicidade de Vos ofender, lembrai-Vos, ó Coração de Jesus, que sois bom e misericordioso para com o pecador arrependido. E quando soar a hora da separação, nós todos, os que partem e os que ficam, seremos submissos aos vossos eternos desígnios. Consolar-nos-emos com o pensamento de que há de vir um dia em que toda a família, reunida no Céu, poderá cantar para sempre a vossa glória e os vossos benefícios. 

Digne-se o Coração Imaculado de Maria, digne-se o glorioso Patriarca São José apresentar-Vos esta consagração e no-la lembrar todos os dias de nossa vida. Viva o Coração de Jesus, nosso Rei e nosso Pai.

                                                                             Texto aprovado pelo Papa São Pio X em 1908.

Oração Final 
Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.



Quarta 'Sexta-Feira' da Devoção


Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a quarta das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.


INVOCAÇÕES AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Amor do Coração de Jesus, abrasai meu coração. 
Bondade do Coração de Jesus, atraí meu coração. 
Caridade do Coração de Jesus, derramai-vos em meu coração. 
Ciência do Coração de Jesus, ensinai a meu coração. 
Clemência do Coração de Jesus, consolai meu coração. 
Doçura do Coração de Jesus, penetrai meu coração. 
Domínio do Coração de Jesus, sujeitai meu coração.
Equidade do Coração de Jesus, regrai meu coração. 
Eternidade do Coração de Jesus, enchei meu coração. 
Fidelidade do Coração de Jesus, protegei meu coração. 
Força do Coração de Jesus, sustentai meu coração. 
Formosura do Coração de Jesus, cativai meu coração.
Glória do Coração de Jesus, ocupai meu coração. 
Grandeza do Coração de Jesus, confundi meu coração. 
Humildade do Coração de Jesus, humilhai meu coração. 
Imutabilidade do Coração de Jesus, fixai meu coração. 
Justiça do Coração de Jesus, não abandoneis meu coração. 
Liberalidade do Coração de Jesus, enriquecei meu coração. 
Luz do Coração de Jesus, iluminai meu coração. 
Misericórdia do Coração de Jesus, perdoai meu coração. 
Obediência do Coração de Jesus, submetei meu coração. 
Paciência do Coração de Jesus, não vos canseis de meu coração. 
Poder do Coração de Jesus, assegurai meu coração. 
Presença do Coração de Jesus, apaixonai meu coração. 
Providência do Coração de Jesus, velai sobre meu coração. 
Reino do Coração de Jesus, estabelecei-vos em meu coração.
Sabedoria do Coração de Jesus, conduzi meu coração. 
Santidade do Coração de Jesus, purificai meu coração. 
Silêncio do Coração de Jesus, falai a meu coração. 
Vontade do Coração de Jesus, dispõe de meu coração. 
Zelo do Coração de Jesus, devorai meu coração.

Oração Final

Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.
Quinta 'Sexta-Feira' da Devoção

Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a quinta das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.




ATO DE REPARAÇÃO
AO SACRATÍSSIMO CORAÇÃO DE JESUS

Sacratíssimo Coração de Jesus, humildemente prostrados aos vossos pés, prometemos, agora e sempre, oferecer humilde reparação pelas ofensas que, infelizmente, vos são infligidas da parte dos homens.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Coração de Jesus, santificação de nossas almas, quanto mais forem vossos mistérios ultrajados pelos ímpios, tanto mais queremos oferecer a estes mesmos mistérios o tributo de nossa fé.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Coração de Jesus, única esperança dos homens, quanto mais a incredulidade se empenhar em roubar-nos a esperança nas coisas do céu, tanto mais havemos de por em vós toda a nossa esperança.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Coração de Jesus, infinitamente amável, quanto mais os pecadores resistirem aos impulsos de vossa graça e aos afagos de vosso divino Coração, tanto mais vos havemos de amar.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Divino Coração de Jesus, quanto mais os homens se esforçarem em negar vossa divindade, tanto mais havemos nós de adorá-la com profundo respeito.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Coração de Jesus, fonte de toda a Santidade, quanto mais forem infringidos e olvidados os vossos divinos mandamentos, tanto mais os havemos de cumprir e observar.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Liberalíssimo Coração de Jesus, quanto mais os homens desprezarem os vossos sacramentos, contanto mais amor e reverência havemos de recebê-los.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Coração de Jesus, modelo de todas as perfeições, quanto mais desconhecidas forem as vossas admiráveis perfeições, tanto mais queremos esforçar-nos para que em nós resplandeçam.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Coração de Jesus, salvador das almas, quanto mais o inferno se esforçar por perverte as almas, tanto mais havemos de empenhar-nos na sua salvação.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Coração de Jesus, saturado de opróbrios,quanto mais o sensualismo e o orgulho conduzirem os homens ao esquecimento de seus mortais destinos, tanto mais havemos de imolar-nos como vítimas de mortificação.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Dulcíssimo Coração de Jesus, quanto mais os homens combaterem a vossa santa Igreja, tanto mais nos esforçaremos por mostrar-nos seus filhos dedicados.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Coração de Jesus, atravessado pela lança, quanto mais perseguido for o vosso representante na terra, o Santo Papa João Paulo II, tanto mais havemos de cercá-lo de honra e de amor como chefe infalível da Igreja.
Assim o prometemos, oh! Sacratíssimo Coração.

Oração: 

Divino Coração de Jesus, concedei-nos a graça, de que temos mister, para sermos agora e sempre filhos dedicados de vossa Igreja, vossos apóstolos neste mundo e depois vossos escolhidos na bem-aventurança eterna. Assim seja.


Oração Final

Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.

Sexta 'Sexta-Feira' da Devoção

Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a sexta das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.




ORAÇÃO REPARADORA AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

Divino Salvador Jesus! Dignai-vos baixar um olhar de misericórdia sobre vossos filhos, que reunidos em um mesmo pensamento de Fé, Reparação e Amor, vêm chorar a vossos pés suas infidelidades e a de seus irmãos, os pobres pecadores! Possamos nós, pelas promessas unânimes e solenes que vamos fazer, tocar o vosso divino Coração, e dele alcançar misericórdia para o mundo infeliz e criminoso e para todos aqueles que não têm a felicidade de vos amar! Daqui por diante, sim, todos nós vo-lo prometemos:

Do esquecimento e da ingratidão dos homens,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Do abandono em que sois deixado no santo Tabernáculo,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Dos crimes dos pecadores,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Do ódio dos ímpios,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Das blasfêmias que se vomitam contra vós,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Das injúrias feitas à vossa divindade,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Dos sacrilégios com que se profana o vosso Sacramento de amor,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Das imodéstias e irreverências cometidas em vossa presença adorável,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Da tibieza do maior número de vossos filhos,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Do desprezo que se faz de vossos convites cheios de amor,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Das infidelidades daqueles que se dizem vossos amigos,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Do abuso de vossas graças,
Nós vos consolaremos, Senhor!
De nossas próprias infidelidades,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Da incompreensível dureza de nossos corações,
Nós vos consolaremos, Senhor!
De nossa longa demora em vos amar,
Nós vos consolaremos, Senhor!
De nossa frouxidão em vosso santo serviço,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Da amarga tristeza em que sois abismado pela perda das almas,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Do vosso longo esperar às portas de nossos corações,
Nós vos consolaremos, Senhor!
Das amargas repulsas de que sois saciado,
Nós vos consolaremos, Senhor!
De vossos suspiros de amor,
Nós vos consolaremos, Senhor!
De vossas lágrimas de amor,
Nós vos consolaremos, Senhor!
De vosso cativeiro de amor,
Nós vos consolaremos, Senhor!
De vosso martírio de amor,
Nós vos consolaremos, Senhor!

Oração: Divino Salvador Jesus, que de vosso Coração deixastes escapar esta queixa dolorosa: "Eu procurei consoladores e não os achei", dignai-vos aceitar o pequeno tributo de nossas consolações e assistir-nos tão poderosamente com o socorro de vossa graça que, para o futuro, fugindo cada vez mais de tudo o que vos poderia desagradar, nos mostremos em tudo, por toda a parte e sempre, vossos filhos, os mais fiéis e devotados. Nós vo-lo pedimos por vós mesmo, que sendo Deus, com o Pai e o Espírito Santo, viveis e reinais nos séculos dos séculos. Amém.


Oração Final 
Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.


Sétima 'Sexta-Feira' da Devoção

Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a sétima das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.




LADAINHA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
                                                                                                  (São Luís Grignion de Montfort)

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.
Pai celeste que sois Deus,
tende piedade de nós.
Filho, Redentor do mundo, que sois Deus,
tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus,
tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus,
tende piedade de nós.
Coração de Jesus, Filho do Pai Eterno, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, formado pelo Espírito Santo no seio da Virgem Mãe,...
Coração de Jesus, unido substancialmente ao Verbo de Deus,...
Coração de Jesus, de majestade infinita,...
Coração de Jesus, templo santo de Deus,...
Coração de Jesus, tabernáculo do Altíssimo,...
Coração de Jesus, casa de Deus e porta do céu,...
Coração de Jesus, fornalha ardente de caridade,...
Coração de Jesus, receptáculo de justiça e de amor,...
Coração de Jesus, cheio de bondade e de amor,...
Coração de Jesus, abismo de todas as virtudes,...
Coração de Jesus, digníssimo de todo o louvor,...
Coração de Jesus, Rei e centro de todos os corações,...
Coração de Jesus, no qual estão todos os tesouros da sabedoria e ciência,...
Coração de Jesus, no qual habita toda a plenitude da divindade,...
Coração de Jesus, no qual o Pai põe as suas complacências,...
Coração de Jesus, de cuja plenitude nós todos participamos,...
Coração de Jesus, desejo das colinas eternas,...
Coração de Jesus, paciente e misericordioso,...
Coração de Jesus, rico para todos os que vos invocam,...
Coração de Jesus, fonte de vida e santidade,...
Coração de Jesus, propiciação pelos nossos pecados,...
Coração de Jesus, saturado de opróbrios,...
Coração de Jesus, atribulado por causa de nossos crimes,...
Coração de Jesus, feito obediente até à morte,...
Coração de Jesus, atravessado pela lança,...
Coração de Jesus, fonte de toda a consolação,...
Coração de Jesus, nossa vida e ressurreição,...
Coração de Jesus, nossa paz e reconciliação,...
Coração de Jesus, vítima dos pecadores,...
Coração de Jesus, salvação dos que esperam em vós,...
Coração de Jesus, esperança dos que expiram em vós,...
Coração de Jesus, delícia de todos os santos, tende piedade de nós.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,
perdoai-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,
ouvi-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,
tende piedade de nós.
V. Jesus, manso e humilde de coração,
R. Fazei nosso coração semelhante ao vosso.

Oremos. Deus onipotente e eterno, olhai para o Coração de vosso Filho diletíssimo e para os louvores e as satisfações que ele, em nome dos pecadores vos tributa; e aos que imploram a vossa misericórdia concedei benigno o perdão em nome do vosso mesmo Filho Jesus Cristo, que convosco vive e reina por todos os séculos dos séculos. Amém.



Oração Final 
Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.


Oitava 'Sexta-Feira' da Devoção

Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a oitava das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.




DEVOÇÃO DA HORA SANTA AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
                                                                                                       (Pe Mateo Crawley - Boevey)

Adoramo-Vos, Coração de Jesus Sacramentado, em união com os nove coros de Vossos anjos, que Vos engrandecem no Paraíso.

Bendizemo-Vos, Coração de Jesus Sacramentado, em união com as legiões de serafins e de santos que Vos adoram em Vosso solitário Tabernáculo.

Glorificamo-Vos, Coração de Jesus Sacramentado, em união de amor e de reparação fervorosa com Maria Imaculada e Rainha do céu nas alturas, e a Soberana do céu terreno de Vossos Sacrários...

Oh, sim, em união com Ela, sobretudo, viemos cantar, Jesus, Vossas misericórdias infinitas e a chorar Vossas agonias místicas, os pecados de ingratidão do mundo e Vossas solidões na Hóstia! Em união com Ela, queremos nesta Hora Santa percorrer a Via Dolorosa, para convertê-la, com as glórias da Imaculada e com nossos consolos, no caminho de Vossas vitórias, e para fazer de Vosso Calvário o Tabor de triunfo de Vosso adorável Coração. 

Jesus amado, depois de vinte séculos, não Vos conhecemos ainda o bastante em Vossa Santa Eucaristia; perdoai e aceitai em desagravo a visão amorosa de Maria Santíssima, as adorações de Seu Coração de Mãe... Jesus benditíssimo, não obstante Vossas liberalidades e as maravilhosas invenções de Vossa ternura, não Vos amamos ainda com a generosidade sem limites com que devêssemos corresponder-Vos... 

Perdoai e aceitai, em compensação de nossa frieza, os fogos divinos que abrasaram as entranhas e a alma de Maria Santíssima no dia da anunciação venturosa. 

Jesus - Hóstia, amor de nossos amores, vida de nossa vida, apartai vossos olhos formosíssimos de nossos culpados desvios, de tantas indiferenças, de tantos desmaios em nossos propósitos de virtude, em nossas promessas de santidade... E perdoai em obséquio à Mãe, cujo Coração Imaculado vos oferecemos em reparação de caridade e em homenagem da mais fervorosa adoração. 

Jesus Divino, em honra, pois, da Imaculada, em agradecimento aos cuidados da Virgem, em obséquio à encantadora Nazarena, rogamo-Vos, Senhor, que esqueçais os incontáveis esquecimentos de Vossa lei em que incorreram estes filhos Vossos, que vêm chorar suas faltas e as de tantos irmãos culpados no cálice de ouro do Coração de Maria Santíssima. 

Recolhe nele nosso pranto de arrependimento e prometei-nos reinar, Jesus, com mais intensidade de fé, de amor, de humildade e de pureza em nossas almas, em nossas famílias, na sociedade inteira, pelo amor e os martírios da Virgem Mãe.
Oração Final 
Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.


Nona 'Sexta-Feira' da Devoção

Ó bom Jesus, que prometestes assistir em vida, e especialmente na hora da morte, a quem invoque com confiança vosso Divino Coração! Eu vos ofereço a comunhão do presente dia, a fim de obter, por intercessão de Maria Santíssima, vossa Mãe, a graça de poder fazer a nona das minhas nove primeiras sextas-feiras, de modo a alcançar uma santa morte e a merecer a glória do céu. Amém.




CONSAGRAÇÃO INDIVIDUAL AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
                                                                                                                  (Santa Margarida Maria)

Eu (nome) vos dou e consagro, ó Sagrado Coração de Jesus Cristo, minha pessoa e minha vida, minhas ações, penas e sofrimentos, para não querer mais servir-me de nenhuma parte de meu ser senão para vos honrar, amar e glorificar.

É esta minha vontade irrevogável: ser todo vosso e tudo fazer por vosso amor, renunciando de todo o meu coração a tudo quanto vos possa desagradar. Tomo-vos, pois, ó Sagrado Coração, por único objeto de meu amor, protetor de minha vida, segurança de minha salvação, remédio de minha fragilidade e de minha inconstância, reparador de todas as imperfeições de minha vida e meu asilo seguro na hora da morte.

Sede, ó coração de bondade, minha justificação diante de Deus, vosso Pai, para que desvie de mim sua justa cólera. Ò coração de amor! Deposito toda a minha confiança em Vós, pois tudo temo de minha malícia e de minha fraqueza, mas tudo espero de vossa bondade!

Extingui em mim tudo o que possa desagradar-vos, ou que se oponha à vossa vontade. Seja o vosso puro amor tão profundamente impresso em meu coração, que jamais possa eu esquecer-vos, nem separar-me de Vós. Suplico, por vosso infinito amor, que meu nome seja escrito em vosso coração, pois quero fazer consistir toda a minha felicidade e toda a minha glória em viver e morrer como vosso escravo. Amém.



Oração Final 
Meu Jesus, eu vos dou meu coração, consagro-vos toda minha vida e em vossas mãos ponho a eterna sorte de minha alma. Eu vos peço a graça especial de fazer as minhas nove primeiras sextas-feiras com todas as disposições necessárias para ser participante da maior de vossas promessas, a fim de, um dia, estar convosco por toda a eternidade no céu. Amém.
retirado do site: http://www.sendarium.com/p/devocao-das-nove-primeiras-sextas-feiras.html